Durante a adolescência podem ocorrer mudanças acentuadas na personalidade,o adolescente fica acordado até tarde ou acaba dormindo muito e ao acordar continua cansado. O rendimento na escola começa a cair e seu filho aparece em casa com o cabelo azul e um guarda-roupas um tanto quanto diferente, suas roupas começam a ter cheiro de cigarro passa a se isolar e muitas vezes exagera na rebeldia, entrando em confronto com a família. Mas isso é normal nessa fase, não é mesmo?

Não. O que aparenta ser apenas “coisas de aborrescente” na verdade pode estar escondendo uma depressão. Até pouco tempo atrás, costumávamos acreditar que a depressão atingia apenas os adultos, mas atualmente sabe-se que as crianças e adolescentes também são vulneráveis a essa doença. Portanto, é fundamental que os pais e educadores saibam reconhecer os sinais que o adolescente pode dar como um pedido de ajuda e saber como orientá-lo.

Alguns sinais que podem ser identificados:

                 1-          Perda de interesse nas coisas que costumava a fazer antes e que lhe dava prazer em realizar

                 2-     Irritabilidade, ansiedade, rebeldia e abuso de álcool e drogas

                  3-     Pensamentos negativos sobre si e sobre o futuro

4-     Dificuldades em se concentrar nos estudos

5-      Choro fácil, baixa tolerância a frustração e surgimento de medos exagerados

6-     Passa a isolar da família e amigos

7-      Mudança acentuada na aparência

8-     Diminuição da autoestima e da autoconfiança

9-     Alterações no sono, podendo dormir pouco ou dormir muito e mesmo assim se sentir fatigado

10-  Perda de apetite

11-  Humor constantemente rebaixado e redução de energia

12-  Atitudes ou comentários com ideações suicidas

Ao identificar esses sintomas é importante ter uma conversa franca, com o adolescente e procurar tratamento adequado. A psicoterapia é uma forma eficaz de auxiliar a vencer a depressão e prevenir recaídas, pois é um espaço com a escuta e técnicas adequadas para receber seu filho.

É indispensável lembrar que a depressão é a segunda principal causa de morte entre os jovens de 15 a 19 anos, perdendo apenas para os acidentes automobilísticos.  

O mais importante é cuidar de você